WHATA FAKE?

17 jul

Oi meninas! Saudades daqui de novo, passei uns dias fora e não consegui postar mas estou de volta!yeeey! E olha eu querendo criar polêmica aqui no blog hahaha De uns tempos prá cá tenho reparado como esse assunto de inspireds, fakes e etc costuma causar na blogosfera, e como nunca havia publicado minha opinião, resolvi fazer um gancho.

Semana passada o Ebay lançou a campanha, “You can’t fake fashion”, juntamente com o CFDAConcil of Fashion Designers of America, com o intuito de combater a pirataria de itbags e comercializar através do site, bolsas totes costumizadas por 50 estilistas famosos. As bolsas se esgotaram no mesmo dia e só sobrou a tote básica, por u$35. Fiquei sabendo da notícia através de um blog, aonde a blogueira começava o post assim: “Todo mundo aí concorda que usar bolsa falsa é totalmente deprê? “será mesmo?

Desde que comecei com o blog, meu olhar para com o mundo da moda ampliou muito e eu descobri coisas que nem sabia que existiam, e esses dias me peguei pensando se essa história de cópias e inspireds já rolava a tempos e eu não tinha me tocado. Mas depois cheguei a conclusão que essa “moda” é realmente meio recente. E como podia não causar furor né?

Lojas que se dizem fast fashion, prá ficar um pouquinho mais próxima da população de massa, começam á trazer para suas prateleiras, o que pode se dizer, releituras de peças must have de marcas baphônicas, e aí é sucesso garantido.

Mas será que existe realmente diferença entre as peças inspireds e as boas e velhas falsetas? Desde de que me conheço por gente, aqui em SP já existia 25 de março e Liberdade vendendo Xanéu e Luis Vitão que nem água. E então, qual seria a diferença?…o fato de ser de couro e não de moleton, oncinha ou neoprene, ou por ter as logomarcas gryfadas, ou pior, por causa da loja que comercializa a tal da bolsa?

Antes eram só bolsas de grifes hypadas, mas agora a cópia não tem mais motivo de ser…sapatos, acessórios,roupas e até estampas têm suas réplicas, por que como já se dizia, na natureza moda, nada se cria, tudo se transforma copia. E agora? Quem não tem $$ prá comprar esses artigos de luxo, deve ficar deprê e dizer não ás falsies da vida? Minha humilde opinião, é que chega a ser meio hipócrita dizer isso em um país como o nosso aonde a porcentagem de pessoas com a possibilidade de pagar mais de R$ 1000 em uma bolsa, é muito pequena.

Concluindo, antes que eu não pare mais de falar hahahaha não estou aqui defendendo a pirataria, longe de mim. Só defendo o direito do consumidor, que compra o que gosta e o que pode, seja por status ou não. Mesmo achando muito bacana  a intenção da campanha acima, a pirataria de bolsas, artigos de luxo e afins, não vai parar, ainda mais após ter sido tachada de inspiração, duplicando seu valor e em consequência, seu status.

1. Balenciaga Original – U$ 1.795 / 2. Balenciaga Inspired Plush Pop Up Store – R$ 470 / 3. Balenciaga réplica site IOffer – R$ 285

Vamos conversar meninas? me digam o que acham nos coments!!!

smuaaaaccckkksss!!!

Anúncios

44 Respostas to “WHATA FAKE?”

  1. Pri Nogueira julho 17, 2011 às 8:19 pm #

    Oi Mel! Eu concordo com vc…é tão injusto os preços que nos cobram que nos levam a ter que ir por esse caminho. Eu na verdade, prefiro comprar outros modelos que podem até ser parecidos porém não fakes, mas ai já por uma coisa minha mesmo nunca fiz questão de marca 😉

    Bjoo

    http://www.closetdapri.com

    • Mel Eduardo julho 18, 2011 às 2:34 pm #

      Pril, eu também prefiro outros modelos que não sejam imitações, oq eu discuti mesmo foi o fato de inspireds e fakes serem taxados equivocadamente!

  2. Raquel Melo julho 17, 2011 às 10:53 pm #

    Concordo plenamente! Os preços são tão absurdos, que a gnt acaba apelando pra o fake!

    Beijo,
    Raquel Melo
    http://caixinhadesurpresa.blogspot.com

  3. Monize julho 18, 2011 às 1:47 am #

    Esse assunto é muito delicado. Mas desde que comecei o blog parei pra pensar em certas coisas que antes deixava pra lá. Acho que as inspireds são muito bem vindas, mas as fakes já não tenho a mesma opinião. Acredito que copiar na cara dura um trabalho que demorou anos pra se consolidar é chato demais. Sou contra e acho que as pessoas deveriam parar pra pensar nisso.
    Beeeijo

    http://2charming.com.br

    • Mel Eduardo julho 18, 2011 às 2:39 pm #

      Acho que depende muito das inspireds viu Monize. Esse foi um conceito imposto que acabou nos alienando um pouco. A copia na cara dura prá mim existe nos 2 jeitos. Se a balenciaga de plush, fosse de couro, qual seria a diferença dela prá uma falsificada? Só mudou o tecido mas o design é o mesmo…e ai?

  4. Thá Araújo julho 18, 2011 às 10:57 am #

    Enquanto os preços não abaixarem… acho que não tem como não existir fakes e inspired!
    Bjs, Thá.
    http://consumisse.blogspot.com
    @thaharaujo

    • Mel Eduardo julho 18, 2011 às 2:40 pm #

      Concordo Tha! e é um vicio do consumidor…não tem jeito!

  5. micakodama julho 18, 2011 às 11:48 am #

    Mel concordo que cada pessoa tem todo o direito e acho que deve comprar o que quer, claro que pensando em seu bolso. Não adianta ter “aquele” item e ficar individada né?! Então se gosto muito de um modelo e não rola comprar o “original”, não vejo problema nenhum em comprar a versão inspirada (não as da 25, pois aí acho que são outros 500 em relação ao tipo de comércio, a pirataria e ao contrabando) . Mas também acho que as marcas devem tomar cuidado para não largar mão do criativo que dá o plus e ficarem vivendo das cópias dos outros.
    Nessa história, acho que muitas marcas que eram para ser fast fashion e trazem produtos inspirados que devia ser mais baratos, também colocam o preço la em cima!
    BJssss

    • Mel Eduardo julho 18, 2011 às 2:41 pm #

      Também concordo com o seu ponto de vista Mika…como disse, o assunto era polêmico e tem milhões de vertentes…fica dificil debater em apenas um texto hahahaha mas o conceito de inspired é equivocado, foi mais isso que eu quis dizer, e não fazer apologia aos fakes.

  6. Tati Canto julho 18, 2011 às 12:09 pm #

    Oi Mel, as inspired não usam a etiqueta ou logo fake da marca que estão “copiando”, já as cópias querem fingir que são originais, tentam reproduzir a logo e etiqueta tb…nao sei se expliquei bem, mas…hehe
    Bjs, Tati
    http://loveshoesblog.wordpress.com
    @loveshoesblog

    • Mel Eduardo julho 18, 2011 às 2:43 pm #

      hahahaahaha entendi Tati…eu tbm vejo por esse lado, as tais das etiquetas é que são o problema kkkkkkkk…então prá mim é quase a mesma coisa. Inspired tão é tão inspired assim!

  7. amanda pereira julho 18, 2011 às 12:31 pm #

    Não gosto das fakes, quando você finge ter algo original, mas tem falsificado. Melhor comprar algo parecido, né?
    Bjos, Mel!

    • Mel Eduardo julho 18, 2011 às 2:44 pm #

      Mas quando vc tem uma coisa inspired que é igual à original não é fingir que tem?

  8. Marilia julho 18, 2011 às 12:43 pm #

    Coisas falsificadas não me agradam, assim como a Amanda disse, parece que a pessoa está fingindo ter o que não tem e, assim, só “alimentando” status…
    Já quando algo é parecido é menos pior, afinal voc&ê está comprando um modelo, não uma marca…
    Enfim, é confuso mesmo e é um assunto loooonnngo.

    Beijos!

  9. Veve Pink julho 18, 2011 às 3:43 pm #

    Oie
    obg pela visitinha, adorei o post *-*
    Boa Semana!
    by: Veve Pink
    http://portal-pattys.blogspot.com

  10. Marianna julho 18, 2011 às 5:07 pm #

    Acho que inspired é uma coisa e réplica é outra… Então, tem que ver a questão de que, aqui no Brasil, muuita gente nao tem condições de comprar bolsas grifadas, mas aí passar vontade é chato rs entao ou apelam pras inspireds ou nas cópias. Eu sou contra a essa ultima… Bjos, mari

  11. leonalia julho 18, 2011 às 5:50 pm #

    acho que fake é mais complicado, mas se for modelo inspired é outra coisa…em algumas situações vale mais a pena comprar a inspired do que a verdadeira, considerando o preço absurdo das originais
    não é legal fingir ter uma marca usando a falsificada dela, mas se a pessoa se apaixonou pelo modelo e comprou uma inspired acho mais razoável
    beijos!

  12. Patrícia Quel julho 18, 2011 às 9:09 pm #

    Mel,

    Sinceramente não ligo que a bolsa seja de marca ou não… Gosto do que é bonito e que meu bolso possa pagar..rsrs…

    Bjs!

  13. Juliana julho 18, 2011 às 9:49 pm #

    Oii que legal…adorei… afinal acho meio chato o fato de tudo hoje ser inspired porque tá tudo muito igual..mas acabo ficando com elas , já que não gosto das fakes, acho que não deveriam ser tão iguais, o certo seria criar e não copiar tudo…BJKS

  14. Renata julho 18, 2011 às 10:29 pm #

    Eu acho que a inspired é uma réplica mais chique do que a fake é mais “aceitável” por todos, mas que no fundo no fundo é tudo igual mesmo. Tirando que as fakes ainda colocam etiquetas copiando mais ainda, mas as inspireds só não fazem isso, porque de resto….

    Tem NOVO sorteio lá no meu blog. Palette Comemorativo de 15 anos da Urban Decay (linda, linda, linda) + um Primer também da Urban Decay.

    Bjs!!!
    http://scarpindeonca.blogspot.com/

  15. Nádia julho 18, 2011 às 10:38 pm #

    Oi Mel!
    Concordo que vivemos em um país que… Bem… Complicado…nao são todos que podem pagar e nem diria mais de R$1.000,00 menos q isso já complica!!
    Nao gosto das falsas… Acho fake ruim… Mas as inspiradas… São melhorzinhas… Te falam que é inspirado… Ao contrário da falsa q tenta se passar pela verdadeira… Sei lá… Rs… Complicado explicar… Rs!!
    Beijos!!!!

    • Mels julho 18, 2011 às 10:57 pm #

      hahahhaha é muito complicado né Nádia…dá um nozão na cabeça!

  16. Rebeka Afonso julho 18, 2011 às 11:07 pm #

    Acredito que agora, uma parte maior da sociedade está conseguindo usar ou ter qualquer peça de estilistas famosos. As peças estão ficando mais acessíveis, mas claro que os preço poderiam ser mais baixos. Acho abusivo uma bolsa de R$ 6.000!! A pirataria ajuda aquelas que querem usar, mas não tem condição! A moda é uma democracia!!!
    Bjoooss flor…

    http://www.nodivacomrebeka.blogspot.com

  17. danischwanke julho 18, 2011 às 11:15 pm #

    Sei lá, eu acho que tudo tem um lado… Como a blogueira citou, eu acho realmente meio depre você tá usando uma bolsa fake. Por exemplo: Uma original, que você tava a anos pra comprar dá bem mais empolgação e felicidade né? Aquele prazer enorme de entrar na loja, ser super bem recebida, vir naquela caixa enorme, tudo lindo e perfeito. E enquanto isso, tem uma lá fora na rua, jogada entre tantas outras. Não tem a mesma emoção, né?

    Mas também acho quando a cópia for MUITO igual, daquelas que são até carinhas para serem fakes, vale a pena! Ter algumas fakes entre várias originais não acho errado, não.
    Mas acho medonho essas mulheres que andam por aí com bolsa fake, SUPER fake, que dá pra ver a distância e ainda falam que é original!

    Tudo tem seus prós e contras né? Acho que depende da situação mesmo… Mas essas de camelô, sou completamente contra!
    Se quiser comprar por mais barato, vai em brechó! Ny, Paris, Londres, tem vários com marcas grifadas por um preço bem mais em conta!
    Enfim… Escrevi demais até hahahahaha Mas adorei o tema do post, muito bom!!
    Beijinhos
    http://danischwanke.wordpress.com/

    • Mels julho 18, 2011 às 11:42 pm #

      Dani, adorei seu ponto de vista e acho que vc também entendeu o que eu quis dizer no post..Tbm acho horrível fake com cara de fake, akelas Louis Vuitton de baciada que é o fim da vida hahahaha e realmente dá bem mais emjpolgação comprar a bolsa original..mas haja bolso neh gata!kkkkkkkk brigada pela visita!

  18. Thaylana julho 19, 2011 às 8:51 am #

    Posso falar a verdade?? Sou fã das inspireds!!! Eu não tenho a menos condição de pagar uma vida em uma bolsa… que daqui a pouco vai sair d emoda e coisa e tal. Mas há varios tipos de inspireds neh gente… tem as bem feitas.. e as que estão por aí! Nao vejo problema nenhum, pois todo mundo quer ter um pedacinho fashionista.. mas nem todo mundo tem money pra isso!
    Bjaoo

  19. Bárbara (Papo de Garota) julho 19, 2011 às 9:46 am #

    Oi Mel,
    A-d-o-r-e-i o seu texto.
    Acho que existe uma hipocrisia no mundo fashion em relação a esse tipo de coisa.
    Vemos muitas blogueiras falando sobre “fake” e o que é inspired? Uma coisa que parece mas não é original… Fake?!?!

    O que acontece é exatamente isso – se determinada marca bacana faz uma inspired, se minha amiga blogueira tem uma loja que vende inspired, porque não?!

    Agora na hora de fazer a “politicamente correta”, é cópia… É absurdo… É “jamais faria”… É “o ó”.

    Beijos

    • Mel Eduardo julho 19, 2011 às 10:23 am #

      Foi exatamente isso que eu falei Bárbara…acho hipócrita vc defender inspireds pq são de marca e outras não…sinceramente tem inspireds e fakes que não tem diferença então não sei pq tanta onda hahahaha

  20. Bruna Veroneze julho 19, 2011 às 9:54 am #

    Esse assunto sempre dá oq falar né?

    Adoreei o blog e já virei seguidora

    Super beeijo

    • Mels julho 19, 2011 às 10:21 am #

      Que bom que curtiu o blog Bru! Brigada pela visita e volte sempre!!!!

  21. Susie Heymer julho 19, 2011 às 10:17 am #

    Sim, acho que temos sempre que respeitar! Existe gosto para tudo, e
    nem todos tem acesso aos artigos de luxo. O importante é a pessoa se sentir bem com o que comprou 🙂
    Tenha um dia adorável!
    Xoxo
    Susie
    http://www.myfashionview.com

  22. Dia de Brilho julho 19, 2011 às 12:15 pm #

    Enquanto eu não sou RYCA compro as fakes msm, mais qnd eu for Rycona vou pensar se vale a pena comprar a original, pq eu enjoo mt das bolsas… e dps nem quero usá-las novamente…
    Obrigada pela visita no blog, ja to seguindo no TT
    :**

  23. Daniela julho 19, 2011 às 12:28 pm #

    Assunto muito polêmico mesmo….eu acho que as “inspireds” são menos problemáticas pois elas não se fazem “passar por”, é mais questão da pessoa gostar do modelo porém sabendo que é outra marca. Já quem usa as fakes, na minha modesta opinião, querem passar por quem pagou muito caro (sendo certo ou não pagar caro por uma bolsa, cada um faz com o $ o que quer) e isso eu acho errado, pois convenhamos, quem tem uma fake não quer sair por aí mostrando e que os outros saibam que é fake, ela quer que os demais pensem que ela pagou caro na bolsa mesmo…enfim! Eu prefiro pagar menos e ter uma boa bolsa de couro de marcas nacionais por exemplo do que pagar quase o mesmo valor por uma fake!
    Bjs, adorei o blog!
    Dani
    http://besonderblog.blogspot.com

  24. Marina julho 19, 2011 às 1:34 pm #

    Claro que todo mundo prefere a original, principalemente pela qualidade. Mas pra andar bem vestida com roupas originais, podemos gastar o salário de um mês ou mais só em um look! Falam que a moda é para tod@s, mas será?
    adorei o post!
    bjos
    http://www.dicasemodas.com/
    (se gostar segue?)

  25. melisseria julho 19, 2011 às 1:39 pm #

    Eu também concordo com vc, em um país onde a porcentagem de pessoas que se pode dar o luxo de gastar em uma bolsa uma bagatela de R$1.000 é muito pequena;não é justo que fiquemos babando em bolsas 100% verdadeiras e não comprar uma inspirada com medo de ter uma tag na testa de falsa. Hoje a moda se expandiu mto, cada um veste o q tem vontade, acho q isso deve ser válido também. Até pq nenhuma inspiração para se fazer algo é 100% original, você busca referência em algo logo já não é exclusividade sua. Acho q empresas grandes deveriam investir em coleções bem mais acessíveis ao público até para diminuir o caso da pirataria, seria uma boa alternativa já q boa parte do dinheiro que eles ganham é apenas pelo nome que carregam.

  26. karen julho 19, 2011 às 2:11 pm #

    Oiiii
    achei o post interessante, polêmico…hehehe
    beijoss
    http://www.blogdakaren.com

  27. Sté julho 19, 2011 às 6:56 pm #

    É difícil esse assunto neh, comecei escrever aqui, um comentário enorme, mas acabei apagando, o resumo é que sou contra falsificação, para mim inspiração tem limite.

    beijos.

  28. Larissa Rehem julho 19, 2011 às 7:57 pm #

    É algo muito complicado, mas o fato é que acredito que as bolsas “inspired” podem/são feitas, muitas vezes, com o mesmo material que a de marca. É aí que o bicho pega! Para eu dar mais de mil reais em uma bolsa eu: perdi a sanidade completamente, casei com o rei do mundo ou tem um pé de dinheiro no meu quintal!

    Na boa, se eu tenho mil reais na carteira, prefiro mil vezes uma viagem!

    Acho que pago no máximo, chorando e dividindo, quinhentos reais por uma bolsa…e olhe lá!

  29. Andréa Borsato julho 19, 2011 às 8:41 pm #

    Mel vc escreve muito bem !!! Adorei seu texto no post !!! Particularmente não sou fã das inspireds nem da pirataria, assim como vc, mas se vc deseja muito uma peça e essa é a única maneira de comprá-la deve pensar se vale a pena o risco, rsrsrs. Tenho uma Chanel Inspired que comprei na Riachuelo por 50 reais e adoro !!! Então … que atire a primeira pedra quem não cometeu ou quis cometer esse pecadinho fashion !!! Beijos, Andréa – http://umblogcomoaquele.blogspot.com

  30. Fabiana Tomazzelli (Blog da Fabiana) julho 19, 2011 às 9:22 pm #

    Eu não compraria uma bolsa que se diz inspired mas que é totalmente igual mudando apenas o tecido como é o caso da 284 que faz bolsas iguaizinhas às originais porém com tecido diferente, pra mim tá copiando do mesmo jeito. Eu compraria sim uma que se parece com a original mas que tem algo diferente que deixa bem claro que é só uma inspiração.
    Sou contra cópias idênticas pq acho que o barato é vc ter o produto e se não posso ter (pagar) compro outro modelo diferente de inspireds, hehe.
    Bjos Mel

  31. Jen Whately julho 19, 2011 às 11:29 pm #

    Cada um faz o que quer, e o que o seu bolso deixa.

    Compra quem quer, afinal, quem nao quer, não compra. rsrsrs

    beijos

    http://canseideusarjeans.blogspot.com/
    @jenwhately

  32. Marilia Montemor julho 20, 2011 às 10:41 am #

    Ai sinceramente? Eu acho que cada um usa oq quer e pronto! rsrsrs
    Eu nao compro bolsa cara, gosto bem é das baratinhas mesmo. Mas nao compro fake, prefiro as inspireds, que sao iguais mas da pra saber que nao tentei fazer arecer a original hehe… Sei la, mas acho que cada um faz oq quiser, nao julgo ninguem pela bolsa rs….
    Beijos!
    http://receitafashion.com

  33. Sofia julho 20, 2011 às 9:05 pm #

    Melzita, eu não gosto dessa história de fake e inspired não. Como alguém mesmo falou aí nos comentários, tem loja de “fast fashion” que praticamente só faz “inspired”, joga o preço nas alturas e ainda acha bonito. Eu, sinceramente, preferiria pagar 30 pilas numa Luis Vitão do que 500 numa “inspired” de moletom. O efeito é o mesmo… quem é rico e consegue comprar as originais deve olhar com o mesmo desdém pra qualquer uma das bolsas, a diferença é que ao menos o da “fake” gastou menos, e nem todo mundo vai perceber que é fake… já quem comprou a inspired, chega de cara entregando que é inspired e que pagou um absurdo numa bolsa de moletom!
    Moral da história, eu não usaria nenhuma das duas. Acho que essa história de tornar acessíveis os itens da moda, fazer brincadeira e tal é só desculpa pra vender e ganhar dinheiro, tanto que a 284 e a Pop Up deslancharam exclusivamente com a venda dessas fakes… OPS… “inspireds”. Tem tanta bolsa LINDA na Santa Lolla (só um exemplo), por preços até 800 reais, em couro legítimo, cheias de detalhes, com design ORIGINAL de pessoas que estudaram e ralaram pra estar ali desenvolvendo produtos… (A última coleção de bolsas deles tava “to die 4”)… e tinha inspireds ali sim, aquelas sim inspireds de verdade, mudando algumas características pra bolsa não virar uma cópia descarada. Então não vejo sentido em pagar o mesmo preço (ou mais) por um produto que a dona riquinha dona da marca pegou a original que ela tem em casa e resolveu copiar, fazer em tecido barato e vender pras trouxas… OPS… clientes… que não têm a mesma condição financeira dela mas têm o mesmo desejo de usar o que ela usa. Pra mim o cúmulo de todas essas cópias foi quando a Pop Up lançou o sapato IGUAL ao da Valentino… ainda dá pra fingir que é inspired? Não, né?
    Beijooooo, curti o post e a discussion 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: